sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

AGORA



01:25 da manhã
E eu aqui
Sozinha
Com Ela
Aquela velha companhia
Que me deixa entretida


Só para esconder o vazio
Afinal sempre fica aquele vazio
Após seu tchau

Fica aquele fantasma
quando o real se vai
e só me resta o surreal

Fica as marcas

Ficamos eu e você
aqui e aí
hoje não fica mais

De novo

Um vazio momentâneo

uma saudade permanente

uma dor que vai e vem

alternada com uma apaixonada e obcecada psicose

 que só entende quem sente

Mas vai passar

Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

DIA DOIS


Acordei em um lugar diferente
em volta uma claridade
vinda da janela do banheiro
que estava com a porta aberta

Tentei abrir bem os olhos
para tentar lembrar
o que estava fazendo ali

Olhei pro lado e vi Ele
Ele não era Você

Me deu um súbito
Me perdi
Me encontrei

Sem Você ali era estranho
Mas estranhamente era bom

Me lembrei aos poucos da noite passada
E de tudo que tínhamos feito
De como estava feliz
De como me diverti
E sorri

Na verdade gargalhei
Uma gargalhada boa
que há tempos não dava
foi bem estranho 
mas acordei animada

Ai, se eu pudesse dizer a Você
que existem outras possibilidades
de ser feliz
talvez passageiras
ou traiçoeiras

Mas na vida tudo não é assim?
Na vida tudo tem fim!


Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."
.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

CARTA PARA VOCÊ


Querido,

Quero me desculpar por toda confusão que causei a te nesses últimos dias. Toda culpa que joguei pra cima de te, e por tudo que eu precisava que você dissesse ou fosse para mim que você não conseguiu.  Eu sinto muito por isso.

Sempre vou te amar, porque você me ensinou tanto, aprendi ser menos insegura, imatura, você me ajudou muito a ser quem eu sou com todo meus estilo louca e depressiva.

Eu queria que você soubesse que sempre haverá uma parte de você em mim. E que sou grata por isso. Nunca vou deixar de lembrar quem é você e do que foi na minha vida.

Seja lá quem quer que você venha a se tornar, e olha que tenho percebido como mudou muito, e onde quer que você esteja, e olha que vi que está saindo do país.  Eu sempre lhe mandarei todo meu amor.

Você será o meu melhor amigo do mundo para sempre.

Com amor!

Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

PRIMEIRO DIA


Aquela velha marca apareceu
sei que não será a última
mas espero que seja bem significante.

Eu juro que estou acostumada
 a receber palavras de destrato e desdém
mas não sei 
essas foram tão pesadas
tão sóbrias, tão frias.

Estamos cada vez mais longes 
e em uma tentativa de nos juntar 
tudo isso aconteceu. 
Não posso entrar e detalhes
o coração humano não aguentaria
 tanta dor, mas para ilustrar 
minha vontade era sair correndo
 para bem longe
para bem alto 
para bem tudo.

Eu só queria que você não desistisse de mim
Dentro da minha loucura a gente ainda se dá tão bem
Nas letras das músicas consigo sentir seu beijo
Nas minhas noites mal dormidas seu cheiro
Insista em mim

Porque mesmo não manifestando mais 
eu nunca desistirei de você
Estamos proibidos de se ver
se falar imagina então de se beijar 

Mas aqui perdido em meio a inúmeros caracteres
guardarei tudo que estou sentindo
e não posso contar para ninguém
embora eu só queria contar para você
aquele que não quer me escutar

Todo dia escreverei para desabafar
 se não eu vou morrer
pois como agora
quando chega a noite e deito
fecho os olhos
e fico esperando o sono chegar
mas o sono nunca chega

O sono se perde
 há cada pensamento 
que cai em minha mente
É na hora de dormir que penso
 repenso
 e tripenso em você

É na hora de dormir 
que fico imaginando 
qual o problema comigo?
Foi eu que terminei
então porque sinto tanto

É na hora de dormir que doí
É na hora de dormir que vejo
que tudo foi em vão
E que perdi

Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Parte II


"Fique a vontade"
Ele falou, quebrando o gelo que ali reinava

"Me aguarde um instante, preciso colocar minhas lentes"
Continuo, tentando mudar a situação

E assim saiu
me deixando lá sozinha, sentada.

Enquanto aguardava não resiti
em tudo a volta observar
moveis finos e um padrão que jamais poderia imaginar

Era tudo tão requintado
que eu só conseguia pensar
"o que eu estou fazendo aqui?"

Senti um calor intenso e pensei em fugir
levantei quando escutei:
"O que vamos fazer aqui?"

Nesse momento um fri tomou minha espinha
e eu não sabia de fato o que estava fazendo ali
e antes que eu pudesse me perder, respondi:
"beber"

Sim, era pra isso
E apenas isso
Beber e conversa

Caminhamos até a cozinha
sentamos e abrimos a primeira

Um copo e já começo a sorrir
Mais um e começo a rir

Histórias contadas e roupas lavadas
Que estranho me sentia tão bem ali

Outro copo e tudo escureceu
Sinto apenas teus lábios encostados nos meus
O primeiro beijo aconteceu


... continua ...

( ou não)

Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

Parte I



A primeira vez é assim:
 o frio na barriga, o suor nas mãos
a imaginação a mil tentando adivinhar qualquer situação

Parada no carro eu espero apenas um sinal
BIP.
Chegou
Aquele áudio com português coloquial explicando o caminho que deveria seguir

Escuto tudo com atenção
Duas vezes para garantir
Respiro fundo, paro, penso e vou

Dirijo fora de mim
vou pelos caminhos sem de fato estar lá
Eu realmente não sei se é assim

15 minutos depois, chego lá
Desliguei o carro e parei
Não tive coragem de ligar e avisar que estava lá
na porta
sozinha
com medo
com dúvidas

Respirei fundo e tentei fugir
mas quando vi
era ele na janela
me pedindo pra subir

Agora não tinha mais jeito, eu precisava ir
Dei aquela conferida no cabelo, na roupa e subi.

Subi até o seu andar.
Poderia ir de escada
mas quis de elevador
as pernas bambas não iria ajudar
então era melhor evitar

Quando a porta do elevador abriu, ele estava lá
Cabelos molhados de quem saiu no banho,
uma bermuda e blusa simples de chinelo

Fiquei sem saber o que fazer
andei em sua direção
- oi, como vai você?
mais três beijinhos de educação

Seu apartamento era grande e claro
 e isso me causou um pouco de agonia

ficamos parados nos olhando 
parados olhando
parados
ali


... continua ... 


Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

sexta-feira, 11 de março de 2016

Biografia.


Como diz  Zeca Pagodinho: "eu já fiz de tudo nessa vida" . Já quis ser jornalista, já quis ser escritora, hoje sou professora e dona da Cherry Acessórios e Afins.
Hoje me encontrei.

Desde pequena escrevo. 
Escrevo sobre tudo, sobre todos, sobre aquilo que nem era preciso escrever.
Já escrevi música pra banda de amigo, poema de amor, textos sobre momentos históricos. Resenha de livro, artigos e artigos. Sobre identidade, tendências, sobre moda, sentimento, sobre mim. Eu sempre escrevi. 

Desde pequena gosto de comprar.
 Compro tudo, compro pra todos, compro aquilo que nem era preciso comprar. Sempre gostei de gastar. Compro roupas, acessórios, compro livros, compro coisas para mim, para casa, para amigos. Eu sempre comprei..

Não tenho um assunto certo, nem aqui nem na mesa de bar. Eu me deixo levar, não se espante se encontrar um estilo mais rock and roll ou outra mais patricinha, vivo o que acho legal o que me representa incondicional. O que não me põe limite, o que é do coração.

Prazer, Simone, nascida e criada em MG, virginiana com ascendente leão, cruzeirense e apaixonada por informação.