quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Nostalgia





Até hoje eu volto e leio tudo que escrevi que um dia desejei para nós dois.
Eu leio.
E apenas sorrio.
 
Autoria: Simone Cajá
 
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

Legal, seria se...



Engraçado seria se do dia pra noite se realizasse tudo aquilo que  eu queria.
 Imagina o caos? a fantasia? o extâse?  o sentimento? a  emoção.

Seria melhor do que sempre pensei.
Seria tão bom.

Acordar: me encontrar , não estar em   um lugar que nunca quis viver.
Sair, trabalhar. Ver você

Fazer o que quiser sem ordens há obedecer.

Aí como seria bom

Como seria.
 
Autoria: Simone Cajá
 
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Sonho?


E de repente um abraço forte e sinto lagrimas em meu peito, eu nunca tinha visto nada parecido. Nunca tinha sentido nada igual. Foi ruim. Foi desgastante. Foi depresivel.
E mais um vez a onda de sentimentos me tomou e me fez simplesmente não pensar.
Me fez desistir.
Desta vez o sonho acabou.
E estou proibida de sonhar novamente.
 
Autoria: Simone Cajá
 
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."
 

Insônia?



Um barulho como se o universo estivesse caindo sobre mim, viro para um lado e para o outro mas não consigo dormir. è como se alguém estivesse mechendo comigo, meu corpo não para não queta. minha mente um turbilhão, uma locomotiva que vai passando com seus vagões refletindo milhões de pensamentos. que no fim leva ao mesmo. a mesma dúvida e angustia.

Se eu já sei onde esse caminho vai dá, porque diabos ainda continuo andando por ele?

Autoria: Simone Cajá
"Pode copiar, mas dê créditos por favor."



2013?


Em volta: um barulho infernal risadas, abraços, fogos de artificio. O ano novo estava aí, tantas pessoas em volta e em mim: um vazio.
Pessoas se comprimentando e desejando alegria para o ano que começava, havia música alta, máscaras, confetes, serpetina, alegria. E eu me desliguei. Fechei os olhos e fiquei imaginando em tudo que passou. em tudo que iria passar e em como eu nãop gostaria de estar neste lugar.
De olhos fechados recebo um abraço. Um abraço de quem eu desejeva que não estivesse lá ao meu lado. Um abraço que fez tudo mudar.
Uma esperança nasceu. A revolta sumiu.
Por que não começar de novo? Como é aquela música mesmo? "Tudo novo de novo"
Bem vindo 2013

Autoria: Simone Cajá

"Pode copiar, mas dê créditos por favor."